Browsed by
Autor: Tati Alvares

Ola mamães! Eu sou Tati Alvares, mãe de dois filhos. Sou uma apaixonada por crianças e amo meus filhos incondicionalmente. Meu sonho sempre foi ser mãe. Sou formada em Administração de Empresas, trabalhei por 15 anos em uma instituição financeira. Me sentia totalmente desconectada com esta profissão, pois não era o que eu realmente queria da minha vida e não tinha tempo de cuidar e acompanhar o crescimento dos meus filhos, o que para mim é muito mais importante e há 6 meses decidi parar de trabalhar e me dedicar exclusivamente à casa e aos meus maiores tesouros. Hoje, fundadora do Amor em Forma de Papinha, ajudo mães que possuem precisam de auxilio para adequar a alimentação do seu filho, aprendendo a fazer de forma simples e saudável, assim sobrando mais tempo para curtir cada fase do seu maior bem! Tive muita dificuldade quando tive o Lucas, meu primeiro filho, em saber quais os melhores alimentos a dar, como fazer uma papinha de forma rápida, onde eu pudesse ficar mais tempo com ele, ao invés de perder o dia na cozinha. Por isso sempre pesquisei muito e li bastante sobre a saúde das crianças, sobre alimentação, o que faz bem, o que faz mal... Por esses motivos, resolvi montar um apanhado de tudo que aprendi (tanto lendo, como na pratica, ainda mais mãe de dois filhos) para passar para mães que precisam de uma ajudinha. Espero poder ajudar muito!! Sempre uma dica de mãe para mãe que vai ajudar você!
Soro do Kefir (Whey Protein)

Soro do Kefir (Whey Protein)

SONY DSC

O soro do kefir é extremamente nutritivo. O soro do iogurte de kefir muito se assemelha ao que todos conhecem pelo nome em inglês: whey protein.

Para conseguir esse soro, é necessário deixar o kefir de leite coando em um pano de prato ou coador de café por algumas horas. As aplicações do soro de leite na indústria alimentícia são várias, desde bebidas lácteas até sorvetes e bolos. Devido a seu alto valor nutritivo, a proteína  do soro pode ser isolada e sua aplicação está relacionada com melhoramento do rendimento esportivo em atletas amadores ou profissionais.
O kefir remanescente no coador estará mais firme, por estar sem o soro, e pode ser consumido como uma coalhada seca – utilizado da forma árabe.
– O whey protein é um líquido precioso e vem sendo usado na alimentação tradicional por séculos. Na Islândia, o soro de iogurte é largamente usado na conservação de alimentos. Na Grécia, o soro de iogurte é conhecido como “água da cura”. Até pouco tempo atrás, alguns SPAs na Europa recomendavam o uso do soro de iogurte para o tratamento de diversos males, como, por exemplo, gota, anemia, artrite e até tuberculose. É uma excelente fonte de minerais, aminoácidos essenciais e lactobacilos.
Utilize para fazer uma vitamina, sopas, panquecas, waffles, biscoitos, bolos, regar suas plantas e até lavar o rosto (alguns estudos mostram que ajuda no tratamento de acnes).

Assista ao vídeo – Receita de Vitamina com Soro do Kefir – Whey Protein – Alguns chamam de Yakult

 

 

 

Conte histórias

Conte histórias

Que tal levar seu filho para a cozinha após contar uma deliciosa história com ele?

Os pequenos amam histórias!

Durante a infância, as histórias contadas colaboram com a espontaneidade, o poder de imaginar, criar e produzir. Mesmo que a criança ainda não seja alfabetizada, o hábito da leitura deve ser incentivado desde cedo, mesmo que os pequenos ainda não conheçam o significado de todas as palavras e não captem totalmente a mensagem da história.
Crianças que são acostumadas a ouvir histórias, possuem a tendência a apaixonar-se por livros, são estimuladas a ler. Crianças com o hábito de ler falam melhor, são mais criativas e têm mais facilidade para se expressar. Além disso, elas se destacam nas demais atividades da escola.

Mais que uma linguagem prazerosa e educativa, a ação de contar e ouvir histórias possibilita o resgate da memória cultural e afetiva. Contar histórias é a mais antiga das artes. Nos velhos tempos, o povo se reunia ao redor do fogo para se esquentar, alegrar, dialogar, narrar acontecimentos. As pessoas assim reunidas contavam e repetiam histórias, para guardar suas tradições e sua língua. Assim transmitiam a história e o conhecimento acumulado pelas gerações, as crenças, os mitos, os costumes e os valores a serem resguardados pela comunidade.
O ato de contar uma história, além de atividade lúdica, amplia a imaginação e ajuda a criança a organizar sua fala, através da coerência e da realidade, possibilita debater importantes aspectos do dia-a-dia das crianças. É também uma forma de ensinar temas éticos e cidadania e de propiciar um mundo imaginário que encanta a criança.

Assista à este vídeo, A História da Maçã, e depois leve seu filho à cozinha para preparar uma deliciosa receita com ele!

As histórias podem estimular o interesse pelos sabores, por alimentos de diferentes formas e pelo prazer em cozinhar!

Não deixe de curtir a página da Ana Flávia Basso e assinar o canal: youtube.com/channel/UCuc5G5GgjgEmSM2ug3g8kWQ,

Veja mais receitas em: tatialvares.com.br/receitas

Gostou desta dica? Curta minha FanPage no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube, sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: youtube.com/c/tatialvares
Facebook: facebook.com/tatinhaalvares

Um beijo e até o próximo post!

Berinjela – Como Tirar o Amargo

Berinjela – Como Tirar o Amargo

Como tirar o amargo da Berinjela

Você evita usar berinjela na papinha ou na comida por conta do gosto amargo que ela tem?

Aqui vou te dar 3 formas simples e rápidas para que você possa preparar os alimentos usando a berinjela sem receio e ficarão incríveis!!!

Corte a berinjela no formato em que você vai usar – em rodelinha ou em cubos ou em fatias.


1ª DICA
Cloque a berinjela já cortada em uma tigela, adicione 1 litro de água e 3 colheres de sopa de vinagre.
Deixe de molho de 10 à 20 minutos.
Retire a água amarelada que irá se formar e utilize a berinjela para a sua receita.

2ª DICA
Coloquea berinjela já cortada em uma tigela, salpique sal de todos os lados.
Deixe 10 à 20 minutos.
Lave bem e utilize para a sua receita.

3ª DICA
Coloque a berinjela já cortada em uma tigela, adicione 1 litro de água e 1 colher de sopa de sal.
Deixe de molho de 10 à 20 minutos.
Retire a água amarelada que irá se formar, lave a berinjela e utilize para a sua receita.

images

Gostou desta dica? Curta minha FanPage no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade que irá facilitar o seu dia-a-dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

 

Um Beijo e até o próximo Post!

 

Kefir – O que é e seus benefícios

Kefir – O que é e seus benefícios

Kefir
O que é, e quais seus benefícios

KefirO Kefir, nome é oriundo da palavra eslava Keif, que significa bem-estar.
É uma colônia de microrganismos que tem uma aparência de grãos de cogumelo branco, com aspecto gelatinoso, textura macia e firme e tamanho irregular.
Estes grãos são formados por uma mistura complexa de bactérias e leveduras aglutinadas com a caseína (proteína do leite) e açúcares complexos que quando adicionados ao leite (de vaca, cabra, ovelha) vão fermentá-lo, incorporando na sua composição esses microrganismos benéficos para a flora intestinal.

Já foram comprovados diversos benefícios do kefir como: auxílio na digestão, fortalecimento dos ossos, além de servir como alternativa ao leite para quem tem intolerância a lactose, pois existem estirpes de levedura que podem metabolizar a lactose. Se você tem uma intolerância muito severa, opte pelo kefir de água.

Alguns médicos acreditam que os probióticos da fermentação do kefir de leite podem inibir o crescimento de tumores através da redução de compostos cancerígenos, além de estimular o sistema imunológico.

Devido ao processo de fermentação, o kefir possui um sabor ácido e é uma bebida levemente gaseificada, principalmente pela produção de lactato/acetato e gás carbônico.

Principais Benefícios do Kefir
– Restabelece e equilibra a flora intestinal, combatendo as bactérias nocivas à saúde, trocando-as por bactérias benéficas.
– Auxilia na redução dos níveis de mau colesterol sanguíneo (LDL)
– Aumenta a resistência a infeções por atuar no sistema imunológico
– Novos estudos apontam a proteção do Kefir contra o câncer de cólon (intestino)
– Colabora na cura da síndrome do intestino irritável, qualquer doença relacionado ao intestino como diarreia persistente ou constipação, gases, muco nas fezes, sensação de inchaço, dor abdominal ou cólica relacionado ao intestino.– Distúrbios nervosos (ansiedade, insônia, síndrome de fadiga crônica)
– Auxilia no tratamento de esclerose
– Retarda o desenvolvimento de doenças cardiovasculares (infarto e arteriosclerose)
– Auxilia na cura de doenças do estômago: gastrite, úlceras, regulariza a digestão
– Combate problemas de pele: dermatites, eczemas, lúpus, cândida, psoríase, herpes
– Ajuda na perda de peso: acentua amplamente a assimilação de nutrientes e equilibra de maneira geral as funções do organismo, provoca uma sensação agradável de saciedade, que reduz o hábito de comer por compulsão, depressão ou ansiedade tratamentos com antibióticos.

O kefir de Leite, após 12 horas de fermentação, produz efeito laxativo no intestino, o de 24 horas é um pouco laxativo (ideal para quem tem o intestino normal) e o de 40 horas de fermentação prende o intestino.

Existem diversas formas de preparar seu kefir. Assista aos vídeos abaixo, são algumas das formas. Fica delicioso, as crianças adoram!!!

Clique aqui e BAIXE GRÁTIS! EBOOK-KEFIR – Saiba tudo sobre esse alimento precioso!!!

Gostou desta dica? Curta minha FanPage no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube, sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: facebook.com/tatinhaalvares

Um beijo e até o próximo post!

Molho de tomate caseiro e seus benefícios

Molho de tomate caseiro e seus benefícios

Quem disse que a macarronada daquele domingão não pode ser, além de deliciosa, saudável e nutritiva?

Que criança não gosta de um macarrão? Acho que a maioria delas… Pois então, que tal um molho caseiro e nutritivo para tornar a macarronada, que é tão amada pelas crianças, altamente nutritiva e saudável?!

O molho de tomate possui:

Ação antioxidante: o licopeno protege as células dos danos causados pelos radicais livres, atuando na prevenção do envelhecimento precoce da pele. Também contribui para a saúde cardiovascular e atua na prevenção de vários tipos de câncer, como o de próstata. O licopeno pode ser melhor aproveitado quando aquecido e consumido com algum tipo de gordura boa, como o azeite.
Fibras: ajudam a regular o intestino, melhorando o seu funcionamento.
Vitaminas e minerais: vitamina A e a vitamina C, minerais como o cálcio e o ferro.

Confira receita simples e rápida para um delicioso molho:

Clique aqui e veja a receita completa!

Mais amor na sua mesa!

Não esqueça: Cada criança tem a sua particularidade e cada pediatra tem a sua conduta, por isso, não esqueça de sempre consultar o seu!
Esta é uma dica de mãe para mãe!

Gostou desta dica? Curta minha FanPage no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube, sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um beijo e até o próximo post!

(Fonte: https://www.natue.com.br/molho-de-tomate)

 

O Perigo dos Temperos Prontos

O Perigo dos Temperos Prontos

Faça seu próprio tempero e esqueça os industrializados: A importância do uso de temperos caseiros e o perigo dos industrializados para a comida do seu filho.

 

Cozinhar? Você é daquelas que sempre fugiu da cozinha e agora precisa fazer a comida do seu filho? Fique calma, vou ajudar você! Muitas mães começam a cozinhar após nascer o primeiro filho!!! Neste post vou falar sobre temperos caseiros e o perigo dos temperos industrializados.

Imagem TemperosFaça seu próprio tempero e esqueça os industrializados. Eles possuem altos teores de sódio e glutamato monossódico. Além dos males do sódio, que já conhecemos, temos o problema do Glutamato Monossódico (presente nos temperos e em diversos alimentos) que é ainda pior: estudos têm mostrado que o nosso organismo o utiliza como um transmissor de impulsos nervosos no cérebro e seu consumo tem sido associado com dificuldades de aprendizado, Mal de Alzheimer, Parkinson e câncer. É um dos piores aditivos alimentares no mercado e é usado em sopas enlatadas, biscoitos, carnes, saladas, refeições congeladas e muito mais. É encontrado em restaurantes e supermercados locais, na lanchonete da escola das crianças, e incrivelmente, mesmo na comida de bebê e em fórmulas infantis.
O GMS é mais do que somente um tempero como o sal e pimenta, ele realça o sabor dos alimentos, fazendo o gosto de carnes processadas e refeições congeladas ficar melhor e cheirar melhor, as saladas ficarem mais saborosas e comidas enlatadas com gosto menos metálico. Ele tem um sabor fraco, além do que, quando você ingere GMS, você pensa que o alimento que está comendo tem mais proteína e tem um melhor sabor. Ele faz isso enganando sua língua!
O pior é que, muitas vezes, o organismo fica viciado, deixando de apreciar os alimentos que não contém esse aditivo químico.
Mas não precisa ficar desesperado,
esses alimentos devem ser consumidos com menor frequência, quando não puder eliminá-los totalmente da dieta do seu filho.

SalgadinhoÀ tarde, salgadinhos muitas vezes funcionam como quebra-galho para a fome fora de hora ou o lanche que vai na lancheira do filho para a escola. Com “aroma” de queijo, cebola, ervas, churrasco, bacon, etc.o danado engana a fome – mas não alimenta! Carregado de sal, esses biscoitos ainda costumam ter gordura saturada/hidrogenada e aditivos químicos para dar cor, cheiro, textura – sem falar no grande vilão, o famoso GMSCrianças que consomem muitos alimentos com Glutamato Monossódico, normalmente, repelem alimentos naturais.

Imagem Tabela NutricionalA dica é olhar o rótulo do produto para checar seus ingredientes. E fique atenta: o primeiro item da lista de ingredientes, geralmente, é o que está presente em maior quantidade na comida. Portanto, se açúcar ou gordura estiverem no topo da lista na embalagem, talvez seja melhor procurar uma opção mais saudável.
Na maioria dos países, o glutamato monossódico é obrigado a aparecer na lista de ingredientes dos alimentos industrializados –
realçador de sabor, glutamato de sódio, GSM são alguns dos nomes utilizados para se referir ao Glutamato Monossódico.

Como ele age?

Nosso cérebro é enganado pelo Glutamato Monossódico, ele faz com que cada vez mais optemos por alimentos com esses determinados sabores, consequentemente aumentamos o consumo destes para nos satisfazer-nos. E por este motivo o consumo tem aumentado ao longo dos anos, e por consequência seus efeitos.

Quais alimentos devo evitar?


– Temperos e especiarias prontos e industrializados;
– Caldos em cubinhos, sabor: carnes, aves, peixes e vegetais;
– Molhos e condimentos prontos, enlatados ou instantâneos;
– Alimentos em conserva;
– Salgadinhos industrializados;
– Biscoitos
– Comida congelada;
– Ketchup;
– Realçadores de sabor (Tipo Ajinomoto, Sazon, etc.);
– Comidas prontas diet;
– Sopas em pó ou enlatadas;
– Carnes e linguiças curadas e defumadas;
– Proteína vegetal hidrolisada.

Temperos VerdesConfira sempre os ingredientes dos produtos que você compra, opte por comidas feitas por você, temperos frescos e caseiros. Coma menos enlatados, comidas prontas, papinhas prontas, isso fará uma enorme diferença na saúde da sua família. O futuro saudável das crianças está em uma boa alimentação desde os primeiros anos.

Não esqueça: você é o que você come!

Leve mais saúde para a sua mesa!

Não esqueça: Cada criança tem a sua particularidade e cada pediatra tem a sua conduta, por isso, não esqueça de sempre consultar o seu!
Esta é uma dica de mãe para mãe!


Gostou desta dica? Curta minha FanPage no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube, sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares


Um beijo e até o próximo post!

Fontes de pesquisa:
FAO Nutrition Meetings -Report Series No. 48A WHO/FOOD ADD/70.39 TOXICOLOGICAL EVALUATION OF SOME EXTRACTION SOLVENTS AND CERTAIN OTHER SUBSTANCES” – Link: http://www.inchem.org/documents/jecfa/jecmono/v48aje09.htm
LUCAS, D.R. and NEWHOUSE, J. P. The toxic effect of sodium-L-glutamate on the inner layers of the retina. AMA Arch Ophthalmol 58: 193-201, 1957. – Link: http://archopht.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=625186
OLNEY, J.W. Brain lesions, obesity, and other disturbances in mice treated with monosodium glutamate. Science 164: 719-721, 1969. – Link: http://www.sciencemag.org/content/164/3880/719

 

Frituras

Frituras

5 Razões pelas quais devemos diminuir, ou eliminar, frituras da nossa alimentação e, principalmente, da alimentação das nossas crianças!

1) Até os óleos vegetais de boa qualidade se transformam em gordura ruim quando aquecidos. Não basta prestar atenção ao óleo utilizado, é preciso fritar os alimentos pelo menos tempo possível para reduzir os danos.

2) O óleo reutilizado se transforma em gordura transaturada, a famosa gordura trans, que está diretamente relacionada às doenças cardiovasculares. Em casa, jamais reutilize o óleo da fritura para outros alimentos.

3) A fritura pode promover a formação da substância acroleína, que é altamente cancerígena.

4) Os alimentos fritos tem características inflamatórias, ou seja, podem trazer acúmulo de gordura abdominal e resistência à insulina, fazendo com que você se sinta mais cansado, com menos energia, passe a ser menos fértil e absorva menos os nutrientes dos alimentos.

5) Gorduras encontradas nas frituras, quando consumidas em excesso, podem causar aumento da pressão arterial.

Mude os costumes em sua casa e prefira os alimentos assados. Substitua, por exemplo, o pastel frito pelo pastel de forno (existem massas próprias para ir para o forno). Também podemos substituir o kibe frito, por um kibe de assadeira (veja a receita no vídeo acima).

LEVE MAIS SAÚDE PARA A SUA MESA!!!

Não esqueça: Cada criança tem a sua particularidade e cada pediatra tem a sua conduta, por isso, não esqueça de sempre consultar o seu!
Esta é uma dica de mãe para mãe!

Gostou desta dica? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um Beijo e até o próximo Post!

Fonte:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2013/09/dez-bons-motivos-para-deixar-de-comer-frituras-e-beber-refrigerante.html

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor.

Refrigerantes

Refrigerantes

5 Razões pelas quais devemos diminuir, ou eliminar, refrigerantes da nossa alimentação e, principalmente, da alimentação das nossas crianças!

Imagem Lata
1)
Um dos componentes dos refrigerantes tipo cola é o ácido fosfórico ou fósforo, que elimina o  cálcio dos ossos, deixando-os mais fracos. Isso leva a um maior o risco de osteoporose, principalmente em mulheres.

2) O consumo em excesso de bebidas adoçadas leva à obesidade que, por sua vez, aumenta os riscos de outras doenças, como diabetes, câncer e problemas cardíacos. No caso dos refrigerantes o agravante é que são calorias vazias, sem valor nutricional.

3) O organismo gasta nutrientes para conseguir eliminar a ingestão da química presente no refrigerante do corpo, sendo a versão diet ainda pior pela grande quantidade de adoçante artificial.

4) Quando consumido junto às refeições, o refrigerante dificulta a absorção de fósforo, ferro e cálcio contidos nos alimentos.

5) Todos os refrigerantes, diet ou normais, possuem grande concentração de sódio, que pode provocar um aumento da pressão arterial.

Evite e leve mais saúde para a sua mesa!

Não esqueça: Cada criança tem a sua particularidade e cada pediatra tem a sua conduta, por isso, não esqueça de sempre consultar o seu!
Esta é uma dica de mãe para mãe!

Gostou desta dica? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um Beijo e até o próximo Post!

Fonte: http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2013/09/dez-bons-motivos-para-deixar-de-comer-frituras-e-beber-refrigerante.html

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor

Viagem de Férias Com o Seu Bebê

Viagem de Férias Com o Seu Bebê

Vai viajar com seu bebe nas férias e ele está na fase da papinha?
Vou dar algumas dicas para ajudar você a se organizar!

Imagem


Como cuidar da alimentação do seu bebê fora de casa? Essa era uma grande preocupação que eu tinha com o meu primeiro filho.

Aleitamento Materno
Se seu filho ainda mama no peito, aproveite para manter isso na sua viagem – facilita muito a vida! Podemos amamentar a qualquer momento e, principalmente, se a viagem for de avião, pois ajuda na hora da decolagem e da aterrissagem. O movimento de sucção atenua a sensação de mal-estar e pode prevenir uma eventual dor de ouvido. Caso a viagem seja de carro, eu sempre preferi parar em um ambiente seguro para amamentar, para não tirá-lo da cadeirinha e amamentá-lo com o carro em movimento – Afinal, é sempre um risco que acho que não vale a apena correr.

Mamadeira
Quando meu filho teve que passar a tomar fórmula em pó, o acostumei a tomar
a mamadeira em temperatura ambiente, assim eu já levava a água fervida ou água mineral na mamadeira bem fechada e levava potes com divisórias (próprios para leite em pó) com a dose separada de cada mamada. Na hora de preparar a mamadeira, fica extremamente simples e rápido! Mas não esqueça, sempre leve 2 ou 3 porções de pó a mais para o caso de alguma urgência. Em voos internacionais, no entanto, há restrições sobre a quantidade de líquido que se pode levar para dentro do avião, então, leve um pouco de água para o bebê tomar a mamadeira no aeroporto e deixe para usar a água mineral, que é servida a bordo, para preparar a mamadeira que ele tomará durante o voo.
Nunca leve a mamadeira já pronta, pois ela deve ser consumida de imediato.

Água
Não esqueça de levar água para a criança tomar pura e matar a sede
(caso ele esteja na idade de tomar, consulte sempre o seu pediatra).

Frutas
Para as crianças que já comem frutas, sugiro separá-las em porções, das frutas que mais temos facilidade de amassar. Leve a quantidade de porções de frutas descascadas e picadas em potinhos maiores. Leve um garfinho, mesmo que seja desses de plástico, para amassar a fruta na hora. Prefira frutas como mamão, manga, caqui, já descascadas e são fáceis de amassar na hora de oferecer ou frutas fáceis de descascar e amassar como banana.  (não esqueça de verificar com seu pediatra as frutas indicadas para cada faixa etária do seu bebê).

Colher
Não esqueça de levar uma colher para servir!

Suco
Prefira levar a água do que o suco, mas caso queira, leve suco 100% fruta (desses sem açúcar, conservantes ou aromatizantes) dos que já compramos prontos e o coloque em uma mamadeira, para durante a viagem e em garrafa para o consumo durante os dias que ficar fora, assim, facilita para que você não precise levar laranja, espremedor, peneira e etc.
(consulte seu pediatra a indicação destes sucos para a faixa etária de seu filho).

airplane1rgb-1024x768Refeições
Faça papinhas variadas com alguns dias de antecedência e congele as
comidas em potinhos com pequenas porções, que serão para os dias que você ficará fora. Congele também garrafinhas de água.
Na data da viagem, coloque as papinhas
e as garrafinhas de água em uma sacola térmica e/ou bastante gelo em sacos plásticos bem fechados.
Leve uma ou duas refeições descongeladas para durante a viagem. Nas paradas de estrada, normalmente é fácil de encontrar um micro-ondas para esquentar a papapinha. Hoje em dia também encontramos, nas lojas de acessórios para crianças, potinhos térmicos que, dependendo do tempo de sua viagem, servem bem para manter o alimento quente até o horário da refeição.
Lembre-se, caso precise alimentar seu filho durante uma viagem de avião, consulte a companhia aérea. Os aviões não costumam ter micro-ondas, e sim forno elétrico. Nesse caso, será necessário você levar as papinhas a serem consumidas durante a viagem em potinhos pequenos de vidro, para que possam ser aquecidos no forno! (Mesmo que a companhia aérea ofereça comida para bebê, é mais saudável e mais garantido que você leve o tipo de comida que seu filho gosta, principalmente se ele for uma criança seletiva para comer.) E não esqueça a colher!

Lanchinho
Caso seu filho já esteja liberado pelo pediatra a comer
lanchinhos, leve alimentos como pãezinhos, frutas picadas, cereal matinal. A vantagem de alimentos desse tipo é que são mais simples de carregar e o bebê também se distrai enquanto come, se já coloca sozinho o alimento na boca.
Evite lanches muito industrializados, bolachas, biscoitos, chocolates… podem dar alergias e sobrecarregam mais a digestão, ainda mais em viagens que eventualmente podem gerar enjoos em crianças mais sensíveis.

Higiene
Tenha sempre lenços de papel no carro ou na bolsa, para caso faça alguma sujeira!
Leve a escovinha de dentes e a pasta, caso já utilize.

Se organize bem e boa viagem!!!

Gostou destas dicas? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade que irá facilitar o seu dia-a-dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um Beijo e até o próximo Post!

Massinha de Modelar Caseira Para as Férias da Criançada

Massinha de Modelar Caseira Para as Férias da Criançada

Faça em casa com as crianças: uma brincadeira para fazer e outra brincadeira depois de pronta!!!

Foto torre massinha

Ingredientes:

4 copos de farinha de trigo
1 copo de sal
1 e 1/2 copos de água
2 colheres de sopa de óleo de cozinha
1 colher de sopa de vinagre
Corante alimentício (caso queira colocar cor na massinha)

Modo de fazer:

Em uma tigela grande, misture bem todos os ingredientes secos (exceto o corante). Em seguida, adicione a água aos poucos e amasse bem. Adicione o óleo e o vinagre e misture bem novamente.

Separe em porções e adicione gotas de uma cor de corante alimentício em cada porção, amasse até a cor da massinha se tornar homogênea.
Para armazenar coloque a massinha, separada em porções, em saquinhos plásticos ou vidro bem fechados, elas durarão por volta de 10 dias, caso sejam armazenadas corretamente.

Caso a massa fique seca durante o preparo, basta acrescentar um pouquinho mais de água. Se ficar muito mole e grudenta, adicione mais farinha.

Prestem atenção com crianças celíacas, pois são feitas de farinha de trigo. Como as crianças costumam às vezes colocar massinha na boca ou ela fica acumulada sob as unhas, poderá haver ingestão de glúten. Sempre dê preferência a massinha com cera de abelha.

A massinha não é comestível.
Não recomendada para menores de um ano e meio pois podem engasgar ingerindo pequenas quantidades.
Crianças precisam de supervisão durante as brincadeiras, sempre.

Gostou desta dica? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade que irá facilitar o seu dia-a-dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Boa diversão!!!

Um beijo e até o próximo post!

 

 

 

Saiba Como Deixar o Arroz do Dia-a-Dia Super Nutritivo!

Saiba Como Deixar o Arroz do Dia-a-Dia Super Nutritivo!

Seu filho come mal?

O ARROZ INTEGRAL é muito mais nutritivo do que o arroz branco. O arroz branco passou por um processo para remover o endosperma, cascas e praticamente tudo o que é bom para nós.

Essa película, que reveste os grãos do arroz integral, é rica em hidratos de carbono, óleos, proteínas, vitaminas: A, B1, B2, B6, B12, niacina, ácido nicótico, ácido pantotênico, provitaminas C, E, e minerais em grande quantidade. Quando é retirada a película, a grande maioria destes componentes/nutrientes se perdem.
Quando se refina o arroz, até deixá-lo branco completamente, destrói  também, o gérmen e ele não tem mais vida; tornando um alimento morto. Mas um grão de arroz integral continua tendo vida e, se for enterrado, germina.

* Sistema digestivo – Isento de glúten e de fácil digestão, o arroz integral mantém a saciedade do indivíduo por mais tempo e auxilia no bom funcionamento intestinal.
* Regula níveis de açúcar no sangue – Ele contém magnésio, que ajuda a controlar a insulina e a glicose no organismo.
* Benéfico ao coração – Ajuda a reduzir o LDL (“mau” colesterol). Os Números mais baixos de LDL estão associados a uma diminuição da incidência de doenças do coração.
* Prevenção ao câncer – Contém lignanas vegetais, é um composto fitoestrógenos que são associados com uma diminuição do risco de câncer, como o de mama, ovário e câncer da próstata.

Há três tipos de arroz integral: o cateto, o agulha e o vermelho, que se diferem principalmente quanto à cor e forma, já que as propriedades nutricionais são bem semelhantes.

A QUINOA é uma das melhores fontes de proteína do reino vegetal. Segundo os padrões da Organização Mundial de Saúde (OMS), a quinoa é uma fonte de proteínas comparável ao leite.  A proteína tem papel importante na formação dos músculos e na manutenção da saúde do tecido muscular. A quinoa é um dos grãos que tem o maior teor de ferro!
Possui quantidade de cálcio superior ao arroz, trigo, centeio, feijão, entre outros.

O alimento deve nos fazer pessoas saudáveis. Desse modo, devemos comer para viver e não viver para comer!!!

ESTES DOIS ALIMENTOS SÃO ÓTIMAS OPÇÕES PARA INICIAR UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL!!

Não esqueça: Cada criança tem a sua particularidade e cada pediatra tem a sua conduta, por isso, não esqueça de sempre consultar o seu!
Esta é uma dica de mãe para mãe!

Gostou desta dica? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um Beijo e até o próximo Post!

O Perigo das Embalagens de Isopor!

O Perigo das Embalagens de Isopor!

Você sabia que a substancia química que possui no isopor, pode contaminar o alimento do seu filho?

Hoje, o isopor está associado a um número cada vez maior de hábitos de consumo, embalagens, bandejas, pratos, copos, entre outros…  Colocando em risco nossa saúde e a saúde do nosso planeta. São muitas as razões para dispensarmos estes produtos, um deles é o material chamado poliestireno expandido ou isopor. Este produto contém resina plástica, o químico estireno, que foi ligado ao câncer, à perda de visão e audição, enfraquecimento da memória e da concentração, e a efeitos sobre o sistema nervoso, e muitos outros…
Quando ingerimos líquidos quentes ou alimentos em embalagens de isopor, a substância de estireno libera da espuma e entra diretamente em nosso organismo. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA), vários estudos epidemiológicos sugerem vínculo entre a exposição ao estireno e um aumento no risco de leucemia e linfoma.
Esta substancia provoca sérios efeitos à saúde na exposição dos trabalhadores da indústria. Após observar profissionais que tem contato diário com esse produto, a EPA constatou que pessoas expostas ao estireno passaram a sofrer de problemas de saúde como dores de cabeça, depressão, perda auditiva e problemas neurológicos.
Sem contar os impactos ambientais, o isopor leva 500 anos para se decompor e ocupa de 25% a 30% dos aterros de lixo globais. A mesma substância química tóxica que vaza das bandejas e recipientes para a comida, também pode infiltrar no solo e voltar a entrar na cadeia alimentar. Nossos lagos, vias navegáveis e os oceanos estão sofrendo graças ao lixo do isopor. As boias de isopor são responsáveis por pelo menos 30% do lixo que circula nas correntes dos oceanos. Ele apresenta riscos de danos ao motor de navios e outras embarcações. Muitos animais como peixes, tartarugas, baleias e golfinhos confundem pequenos pedaços de isopor com organismos marinhos, e acabam se “alimentando” deles. O resultado disso é a intoxicação, não apenas dos animais marinhos, mas também de qualquer ser que se alimente deles, incluindo seres humanos.
Existem 57 subprodutos químicos liberados durante a fabricação do estireno, poluindo nosso ar e mananciais hídricos.
É um produto muito difícil de ser reciclado. O principal problema para a reciclagem desse tipo de produto é a viabilidade econômica. O isopor, além de levíssimo, ocupa um espaço muito grande, por isso seu baixo preço de venda. Isso faz com que não seja uma opção viável para catadores e cooperativas. Evite o uso do isopor, e se não tiver outra opção, seja consciente e procure um ponto de descarte próximo de sua casa. Nossas crianças e o meio ambiente agradecem!!
Esta é uma dica de mãe para mãe!

É isso, gostou das dicas? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube,  sempre terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um beijo e até o próximo post!

Introdução Alimentar

Introdução Alimentar

Bebe comendo
A introdução das frutas ocorre entre o 5º e o 6º mês, dependendo da orientação do seu pediatra.

Não se desespere – se você não possui intimidade com a cozinha, eu vou te ajudar!
Nesta fase, seu bebe começa a experimentar os alimentos, ele e está conhecendo novos gostos e sabores. Ele está acostumado com o adocicado do leite materno.Quando você começar a introduzir os sucos e alimentos sólidos, ele certamente estranhará.
Comece introduzindo suco de fruta, das frutas mais docinhas, como laranja lima, melancia, manga… Não estranhe se ele não aceitar nas primeiras ofertas ou se fizer cara feia, é normal. E não desista, achando que ele nunca vai gostar!
Procure repetir as novas frutas por no mínimo 3 vezes seguidas, para que você possa identificar uma possível alergia.
Quando começar a fazer papinhas de frutas, faça sempre da mesma forma, procure usar as frutas mais doces e repetir, no caso das que ainda não foram oferecidas ao seu bebê, por no mínimo 3 vezes seguidas.
Na papinha salgada, comece com legumes como abóbora, cenoura, beterraba… esses tem melhor aceitação. Procure, inicialmente, não misturar muitos ingredientes para que a criança possa construir seu paladar.
Para temperar a comida, procure usar cebola, alho, salsa, cebolinha, alho-poró, todas as ervas frescas. Verifique com seu pediatra se você pode usar sal (muitos preferem que se inicie com papinhas sem adição de sal). De qualquer forma, evite pimenta e o excesso de sal.
Procure adotar uma rotina para o bebe, isso é essencial, criança precisa de rotina. Procure adaptar os horários da melhor forma, para que ele se sinta seguro e você consiga se organizar.
(Em breve vou postar um exemplo de rotina normalmente utilizada nos berçários. Assim, seu bebe terá uma adaptação mais fácil quando ele precisar ir para um… FIQUE DE OLHO)
Na hora de sentar para comer, faça deste momento um momento de amor. Comida é amor, é saúde. Importante não forçar a criança a comer, cada um tem seu limite, e se você forçar, pode ser traumático para a criança. Comer na mesa e no mesmo horário que a família, ajuda muito a incentivar a criança.
Importante: Evite morangos e kiwis no primeiro ano de vida, devido seu alto grau alergênico.

Cada criança tem a sua particularidade e cada pediatra tem a sua conduta, por isso, não esqueça de sempre consultar o seu!
Esta é uma dica de mãe para mãe!

É isso, gostou das dicas? Curta minha Fan Page no Facebook, inscreva-se no meu canal do YouTube, pois terá muita novidade e receitas para facilitar o seu dia a dia!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um beijo e até o próximo post!

Benefícios do Óleo de Coco

Benefícios do Óleo de Coco

image1 (2)

Olá Mamães!!!
Vou abrir minha página com um post sobre óleo de coco – Estou fascinada por ele!

Falarei sobre as vantagens de cozinhar com óleo de coco ao invés do óleo convencional.

Ele ajuda a fortalecer o sistema imunológico do corpo, melhorando o perfil do colesterol, o funcionamento da tireoide e o nível da fadiga, entre outros.

Nenhum processo químico, como refinamento e desodorização, é utilizado na fabricação. O processo de obtenção do óleo de coco é feito através de submissão da polpa do coco a processos físicos como a trituração, filtragem e tripla filtração.

Podemos usá-lo como substituto para a manteiga, o azeite, usar naquele refogado maravilhoso, para fazer um arroz, tente usar em uma receita com frango – fica incrível!!!!

Benefícios:

Aumento da Imunidade

O óleo de coco possui altas concentrações de ácido láurico, que é um ácido também presente no leite materno, e o óleo de coco consegue ter maiores concentrações deste ácido do que o próprio leite materno! (nunca substitua o leite materno, trata-se apenas de uma comparação!)
Todo mundo sabe da importância do leite materno para os bebês, devido aos seus efeitos protetores, aumento da imunidade, mata fungos, bactérias, parasitas, protozoários; e tem uma função excepcional no crescimento da criança.
É importante destacar que só tomamos leite materno enquanto somos bebês, e depois nunca mais. Portanto, a utilização do óleo de coco é uma forma de obter novamente os efeitos do leite materno e mais especificamente do ácido láurico.

Excelente Para Cozinhar

Por ser uma gordura saturada, e um triglicerídeo de cadeia média, o óleo de coco é um dos mais fortemente recomendados para ser utilizado para cozinhar.
Os óleos vegetais (canola, azeite, girassol, soja, milho, entre outros) quando submetidos a altas temperaturas acabam deteriorando-se e contendo altas concentrações de gordura trans no final do cozimento, porém, isso não acontece com o óleo de coco.
Ele é tão estável que ao ser usado no fogão é 12 vezes mais resistente à oxidação que o óleo de canola, 16 vezes mais que o óleo de soja e 300 vezes mais resistente que o óleo de linhaça!
Ele é resistente a altas temperaturas, portanto, mantém suas características originais.
Caso você deseje fazer molho para salada, é recomendável misturar junto azeite de oliva, para que o óleo não se solidifique tão facilmente em temperatura ambiente.

Vitamina E

O óleo de coco é grande fonte de vitamina E, que possui forte ação anti-oxidante e é fundamental para o bom funcionamento do organismo, além de garantir boa aparência da pele, cabelos e unhas.
Você sabia que existem oito formas de vitamina E, e que seu corpo precisa de todas elas? O interessante disso é que a maioria dos suplementos e dos polivitamínicos trazem apenas uma forma da vitamina E (normalmente o alfa-tocoferol), para baratear seus custos.
Isso não é bom, porque as outras formas também são necessárias para manter o bom equilíbrio do seu corpo. Por outro lado, o óleo de coco traz as oito formas de vitamina E: os quatro tocotrienois e os quatro tocoferois. Sim, você tem o poder antioxidante completo da vitamina E ao utilizar o óleo de coco.

Fonte Imediata De Energia

Nosso corpo digere facilmente o óleo de coco e ele gera energia rapidamente ao invés dessa energia ficar estocada no seu organismo.

Cuidado:

O óleo de coco possui, sim, uma alta densidade calórica – ou seja, mesmo em pequenas quantidades tem muitas calorias, se comparado com outros tipos de óleos. Não exagere, qualquer coisa em exagero pode ao contrário de fazer bem, danificar (nada que exageramos faz bem) a nossa saúde.

Atenção ao comprar seu óleo de coco, ele deve ser extra virgem ou virgem, prensado a frio, de preferência orgânico, não pode ser industrializado, hidrogenado, desodorizado e clareado. Se for enriquecido com vitaminas A, D, E e K, será ótimo também.

Se gostou desse post, curta minha Fan Page no Facebook e inscreva-se meu canal no YouTube, onde você vai encontrar sempre um vídeo bacana para você!

YouTube: https://www.youtube.com/c/tatialvares
Facebook: https://www.facebook.com/tatinhaalvares

Um beijo e até o próximo post!